Prepare-se para um grande evento: saiba quais são as expectativas para a Black Friday 2021

marketing

09/09/2021

por Andreza Novo

A Black Friday 2021 vem aí! Varejistas já começam a organizar suas lojas físicas e e-commerces para abastecer um mercado que foi influenciado pelas consequências da pandemia da COVID-19.

No ano passado, 37% dos consumidores gastaram mais com deliveries de alimentos e bebidas, segundo a Behup. E, na Black Friday 2021, 24% dos brasileiros pretendem investir ainda mais nesse tipo de consumo.

Existem, portanto, diversas oportunidades para garantir mais recordes para um dos eventos varejistas mais aguardados do ano inteiro e que, mais uma vez, promete ser dominado pelas compras on-line. Veja, aqui, quais são as expectativas para a Black Friday 2021!

Por que existe tanta expectativa com a Black Friday 2021?

Ano passado, 57% dos internautas brasileiros fizeram compras na internet durante a Black Friday. Isso registrou um aumento de 26% nas compras on-line nesse período, com relação a 2019.
O faturamento da Black Friday 2020, inclusive, foi recordista: R$3,1 bilhões (quase 25% de crescimento com relação ao ano anterior). Os dados são da mesma pesquisa anteriormente citada.

Outro dado curioso: uma em quatro pessoas que fizeram compra online, em 2020, fizeram isso pela primeira vez. É um avanço significativo nesse molde de consumo — especialmente, porque 82% dos internautas pretendem fazer compras on-line novamente em 2021.

A expectativa, portanto, é alta para ao menos repetir a dose. Daí, a importância em antever e considerar alguns cenários para garantir um aproveitamento ainda melhor para o seu negócio este ano.

Quais tendências podem ajudar no aumento de vendas na Black Friday?

Em 2020, houve uma redução maior no consumo de produtos de autocuidado, como cosméticos para a pele e os cabelos, entre outros, mas registrou-se um aumento significativo de produtos relacionados a alimentos e bebidas, e também de medicamentos e itens de higiene doméstica e pessoal.

Reflexos grandes, portanto, dos períodos de quarentena e de distanciamento social voluntário promovidos no ano passado segundo os dados da Behup — Pesquisa Retomada do Consumo 2021 para Inteligência de Mercado Globo.

Para a Black Friday 2021, contudo, a mesma pesquisa aponta que o consumidor pretende investir mais em produtos de autocuidado, alimentos e bebidas e higiene doméstica e pessoal. Sinal de que, além da forçada situação que vivemos atualmente, o brasileiro tem mudado seus hábitos de compra, migrando possivelmente de vez para as compras on-line, ou a adotando como principal meio de compras.
Então, alie some esse pontos a algumas das tendências do mercado para valorizar ainda mais o seu planejamento estratégico para a Black Friday 2021!

Esquenta Black Friday

Ações promocionais efetuadas alguns dias — ou semanas — antes da Black Friday tem rendido um efeito positivo para os varejistas. Especialmente, para quem está em busca de um produto ou serviço, apenas, e tem pressa para fazer essa compra.
Com isso, o mês de novembro tem se consolidado como um período de alto faturamento, e não só os últimos dias do mês em torno da Black Friday, por isso a importância de se planejar para absorção de toda a demanda do período.

Foco no e-commerce

Como destacamos, as compras on-line ficaram ainda mais populares, no país, e este ano novos recordes são prometidos. Ao compararmos os anos de 2019 e 2020, pudemos perceber um aumento de 30% no faturamento dos e-commerces ao longo da segunda quinzena de novembro.

Ou seja: a tendência anterior, junto com esta, são excelentes indicativos de que as compras on-line vão impulsionar o faturamento do varejo na Black Friday 2021.

Experiência do consumidor

Isso não é bem uma novidade. Afinal de contas, grande parte das ações de marketing digital e vendas, hoje em dia, são pensadas em uma experiência de compra riquíssima.

Mesmo assim, vale reforçar que o consumidor espera algumas coisas fundamentais antes de concluir uma compra em sites e lojas virtuais:

– Segurança;
– Agilidade;
– Entrega rápida;
– Preços competitivos.

Entregue um equilíbrio entre esses quatro aspectos, e a reputação da sua marca pode ficar ainda mais valiosa para os meses seguintes e, possivelmente, para a Black Friday 2022. Uma boa experiência de compra além de lhe auxiliar no momento atual, lhe gera atributos para continuar a se relacionar com o usuário por um período maior.

Atendimento solícito e ágil

Lembre-se que grande parte da experiência também tem a ver com a qualidade do atendimento. E como o e-commerce aumentou significativamente em espaço na preferência de compra do consumidor, sua empresa tem que ficar atenta para resolver essas pendências rapidamente.

Afinal de contas, o atendimento presencial é imediato, seja para tirar dúvidas, ouvir críticas e sugestões e resolver problemas. Em compras digitais, você deve simular ao máximo a fluidez e rapidez com a qual o atendimento é prestado. Algo que pode ser de grande valia para a sua marca, além de um diferencial frente a concorrência.

Então, anote aí na sua agenda e já inicie o planejamento: a Black Friday 2021 será no dia 27 de novembro — a última sexta-feira de novembro. Pertinho do Natal, o que significa mais um motivo para você caprichar nas estratégias de atração e retenção de clientes este ano!