Adeus à era digital. Sejam bem-vindos à era do consumidor!

Talita Bieliauskas

21/01/2022

Por Talita Bieliauskas – Martech & Strategy Director na GhFly 

Adeus à era digital! Sejam bem-vindos à era do consumidor!

O futuro é tudo o que ainda está por vir, por isso é momento de se preparar para estes novos tempos. Mas antes disso, precisamos rever o que aconteceu no mundo digital nestes últimos anos.

Em 2019, tínhamos a ideia de um cenário digital promissor; em 2020 tivemos o ano da aceleração digital, cheio de incertezas, em um cenário de transformação baseada no “novo normal” e que culminou em uma transformação digital forçada de muitas empresas; em 2021 a pandemia continuou, houve uma readequação da indústria e nos modelos de consumo, trazendo a experiência do usuário de forma mais complexa, fazendo com que o pilar de inovação fosse um ponto importante a ser trabalhado nas empresas.

Finalmente, chegamos a 2022 e quando todos achávamos que estávamos entrando no que seria a consolidação da Era Digital, tivemos mais de 10 anos de aceleração do mercado digital em 2 anos de pandemia, logo, esse salto fez com que entrássemos diretamente na era do grande protagonista, a Era do Consumidor! Uma era pauta da experiência do usuário, dados e tecnologia.

Sejam bem-vindos à era do consumidor

Num cenário onde a maioria dos processos já estão digitalizados, a prioridade é procurar práticas que tornem a vida dos usuários mais fácil. De acordo com a WARC, 78% dos executivos ou empresários acreditam que as mudanças no comportamento dos consumidores serão significativas para as estratégias de marketing.

Com um consumidor mais exigente e interativo, os gastos com mídia continuarão a crescer ao longo dos anos. É por isso que, segundo o eMarketer, o crescimento dos meios de comunicação pagos é muito maior do que os meios de comunicação tradicionais. Há uma expectativa de 16% de crescimento com base em 2021.

O comércio eletrônico atingiu o seu patamar histórico de vendas, totalizando 51 milhões e atingindo um crescimento de 31% só no primeiro semestre do ano. Os novos consumidores aumentaram a média do ticket médio na primeira metade de 2021, crescendo 31% em relação ao total do comércio eletrônico.

No entanto, é importante lembrar que na era do consumidor, as estratégias são baseadas num ponto de vista centrado no cliente.

Na Era do Consumidor, as estratégias partem do modelo “Custumer Centric”

Como o nome sugere, ser centrado no cliente é colocar o consumidor ou cliente no centro de todas as estratégias de marketing. Para que possamos garantir a satisfação a curto, médio e longo prazo. Alguns dos componentes mais importantes deste modelo são:

O modelo Customer-Centric
> Estatística: modelos estatísticos com base na jornada de compra dos consumidores.
> Estratégia: uma única estratégia que interliga todos os meios e canais.
> Personalização: comunicação segmentada e personalizada: mais assertividade!
> Automação: ganho em escala e uso de martechs!

Dentro deste cenário, as inovações são mais importantes do que nunca.
Por onde devemos começar a pensar? Por dados e automatização. As mudanças nunca ocorreram tão rápido e saber como inovar e se manter relevante é essencial.

O que é DATA FIRST na era do consumidor?

Quando falamos em consumidor em primeiro lugar, falamos de dados guiando as estratégias, ou seja uma mentalidade totalmente orientada para os dados e tecnologia

De acordo com Think it with Google, o crescimento dos dados é tão grande que geramos 10 vezes mais dados na América Latina em comparação com 2018. Portanto, as empresas que implementam a utilização de dados em estratégias digitais tiveram um aumento de x1,5 à x3 no volume de negócios neste período.

Data driven strategy: Estratégia orientada à dados 

O processo de uma estratégia orientada à dados é cíclica e funciona da seguinte forma:

1.Coletar o máximo de dados possíveis: no site, no app, na loja física, nas televendas, nas redes sociais, no SAC, em todos os canais de venda e de comunicação.
2. Coletar interações online: como em mídias: search, display, vídeo, social e também offline. como tv, rádio, impresso, entre outros.
3. Coletar dados de CRM, de Social Media, de SEO, de Mídia, de SAC outros.
4. Analisar os dados, interpretar, transformar em informação e gerar insights.
5. Modelar e Clusterizar os dados, com base em estatística, algoritmos, modelos preditivos, de propensão de atribuição, entre outros.
6. Tornar os dados acionáveis com estratégias CRM + Mídia! Potencializar com estratégias criativas Data Driven!
7. Um fluxo infinito, com cada vez mais inteligência de dados.

Porque não importa mais o canal (mídia, crm, seo, social, criação) ou meio (offline ou online) A estratégia é única e integrada. Com isso surge o movimento commerce.

O movimento commerce

O movimento commerce é uma estratégia que integra tanto meios físicos como digitais e tem em conta cada um dos seus pontos de venda e interação, sejam eles canais online, pontos de venda físicos e televendas. Desta forma, reúne todos os dados gerados por estes pontos para formar uma estratégia integrada.

E não para por aí: Fique de olho nas tendências!
1.Video
2. Social Media/Live Commerce
3. Voice Commerce
4. User first & Personalização
5. 5g & IOT
6. Chatbot humanizados (Lu do Magazine Luiza, Mara da Amaro, entre outros)

A digitalização dos meios:

Até 2022, haverá um aumento de 85% no desempenho dos meios pagos, segundo os dados da Kantar. Há uma oportunidade de aproveitar situações geradas no mundo offline, sincronizando o desempenho em tempo real. Além disso, existe uma oportunidade de 25% de otimização dos meios de comunicação através da inteligência artificial, através do cruzamento de dados de TV com Web Analytics, via TVSync.

Outro termo a considerar é Digital Out Of Home programático (DOOH), o que significa alcançar mais consumidores diferentes com a compra de mídia offline a ser feita de forma programática e com inteligência de dados digitais.

Touchpoints de transformação para a era do consumidor 

Alguns pontos-chaves para ter sucesso neste 2022 são:Aposte no Omnichannel! Fique atento aos pontos críticos de atendimento ao consumidor.Invista no seu site e em ter um app funcional A tendência ecológica foi uma verdadeira protagonista de 2021e continuará crescendo!

E o tal do metaverso? Havia quem não acreditasse em Marketing Digital em 1990. Havia quem não acreditasse em Criptomoedas e NFTs em 2000. Há quem não acredite em Metaverso em 2022. Basta procurar a palavra Metaverso nas ferramentas de busca para compreender o seu potencial.

Conclusão: E por fim, se tudo muda, o profissional também muda!

Diante das transformações do cenário atual, a resiliência é o principal músculo que exercitamos enquanto profissionais de marketing digital.

Data Driven Mindset e Tech & Digital Savy, são grandes pontos que não podem faltar em uma equipe de marketing do futuro!

Agora que chegamos ao fim deste artigo, temos um novo futuro à nossa espera, para que possamos fazer diferente. Basta fazer as coisas acontecerem e mudar as regras do jogo. Sejam todos bem-vindos à era do consumidor.